Paula Luiza

“O Brasil é sertanejo”, é assim que Paula Luiza da Costa Junqueira justifica seu amor ao estilo musical.

Nascida em 1991, Paula Luiza, como é conhecida, é taquaritinguense e sua afinidade com a música começou aos sete anos de idade por influência do avô materno, que tocava viola em um trio formado por ele e os tios da cantora. “Eu sumia de casa e minha mãe achava que eu estava na rua, brincando com amigos mas não, quando me encontrava eu estava cantando com meu avô, nos botecos do bairro onde morávamos. Eu adorava porque as pessoas me aplaudiam; era minha felicidade!”.

Paula ainda complementa: “Quando eu tinha 15 anos fui a um Karaokê e nossa fiquei com muita vontade de cantar, mas tive vergonha, fiz minha mãe subir no palco comigo. No final as pessoas me aplaudiram e elogiaram minha voz”.

E foi a partir desse momento que Paula Luiza começou suas aulas de canto e sua busca por aperfeiçoamento. Em paralelo a suas aulas, Paula se juntou a banda “Anjos de Metal”, que se desfez mais tarde. Em razão disto a cantora formou outro banda, onde se tornou melhor amiga do guitarrista. E foi assim que nasceu a dupla “Paula e Ricardo”; autores da música “Tudo junto e misturado”, a, a dupla percorreu toda a região de Taquaritinga por quase dois anos. Após o término da dupla, Paula Luiza se dedicou a sua carreira solo que obteve com o lançamento da música intitulada “Resposta”, que foi literalmente uma resposta a música “O Cowboy vai te pegar” da dupla Rio Negro e Solimões. Lançada no dia 13 de novembro de 2013, a música foi lançada no YouTube e obteve mais de 100.000 visualizações.

Seu primeiro álbum solo, “Efeitos de Amar”, está disponível de forma gratuita em seu site e soma números impressionantes: mais de 500 mil reproduções nos serviços de streaming como Deezer, Spotify, etc. Com mais de dez shows por mês, Paula Luiza tem uma agenda bastante movimentada e já passou por diversas cidades do interior paulista.

Após quase três anos gravou mais uma música, agora com o título “Troquei Amor pela Cachaça” que antes mesmo de seu lançamento já se tornou viral entre amigos e conhecidos.

“Ah, eu duvido, que pelo menos uma vez na vida, você aí nunca trocou amor pela cachaça? Hoje em dia o mais comum é isso quando o coração é partido logo partimos pro álcool”, diz a cantora, que também é compositora da música.

Fones para contato: (16) 3253-2841 – (16) 99700-1733 ou [email protected]